Turismo do Algarve Precisa de 3 Mil Trabalhadores e Faz Apelo aos Brasileiros

junho 04, 2022

O Algarve faz campanha para atrair trabalhadores para o próximo verão. É uma das regiões de Portugal mais atingidas pela falta de mão de obra no turismo.

Falta de mão de obra chega a nível crítico e Portugal precisa de milhares de trabalhadores.
O turismo do Algarve precisa de milhares de trabalhadores e faz apelo aos brasileiros,

O Presidente da Associação de Turismo do Algarve, afirma que necessita de aproximadamente 3 mil trabalhadores para o setor da hotelaria, gastronomia e serviços relacionados com o turismo.

Para cobrir parte da lacuna, faz um apelo aos brasileiros. Ele diz precisar tanto de trabalhadores quanto de turistas do Brasil para alavancar a retoma do setor.

"Meu apelo aos brasileiros é: venham trabalhar, conhecer e estudar no Algarve, que é um bocado do Brasil em Portugal. Aqueles que trabalhavam aqui e foram embora na pandemia, chegou a hora de voltar". Também espera preencher as vagas com imigrantes de outras nacionalidades.

"Precisamos garantir mão de obra para hotéis, restaurantes, agências de turismo e ag de automóveis. São três mil pessoas de imediato, porque estamos falando de uma perspetiva a nível de 2019, quando batemos recorde de 21 milhões de pernoites em hotéis e nove milhões de passageiros no aeroporto de Faro."


Em 2021, brasileiros chegaram a acumular três trabalhos devido à falta de mão de obra na região.

Apesar dos esforços recentes para atrair população e trabalhadores durante todo o ano, os baixos salários seguem como obstáculo. Vítima da mão de obra sazonal, a economia ancorada no turismo praticamente inexiste fora da alta temporada.

"As empresas começaram a subir os salários porque há falta de recursos humanos, o que já aconteceu antes. E também porque começam a ganhar alguma prespetiva sobre a saúde financeira após dois anos difíceis. A Páscoa já foi boa". Afirmou o Presidente da Associação de Turismo do Algarve.

Não é apenas para o turismo. Outros setores também estão com vagas abertas por falta de mão obra.
Só a construção civil precisaria de 70 mil trabalhadores.
Já o setor de restaurantes necessita de 25 mil empregados.

Os setores mais afetados pela falta de mão de obra em Portugal são:
Os proprietários das várias empresas nesses setores acreditam que, um dos motivos para a escassez de profissionais, tenha sido a insegurança e instabilidade que surgiram no início da pandemia.

Essas pessoas, que trabalhavam nesses setores no começo da pandemia, logo viram que seriam muito afetadas e começaram a buscar emprego em setores mais estáveis. Além disso, muitos cargos eram ocupados por brasileiros que resolveram voltar ao Brasil.

X

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Deixe aqui o seu comentário: