Incentivos a Trabalhar no Interior até Final de 2023 e Incluem Teletrabalho, Emigrantes e Estrangeiros.

janeiro 27, 2022

Conheça o incentivo para trabalhar no interior de Portugal, criado em 2020 e ampliado até o final de 2023 para atrair trabalhadores e empreendedores para as cidades menores.


O Governo anunciou que iria disponibilizar um apoio de até 4.827 euros a cada trabalhador que decida mudar-se para o interior do país. Conjugando com outros apoios, um emigrante português que regresse pode receber até 7.600 euros.

O apoio financeiro para quem decida trabalhar a partir do interior do país vai ser alargado: além de passar a aplicar-se até ao final de 2023, vai ainda abranger as situações em que os trabalhadores se encontrem a prestar trabalho à distância a partir do interior e, em alguns casos, emigrantes que queiram regressar.

Quem pode se candidatar?

São elegíveis para o Programa Emprego Interior MAIS as seguintes modalidades de prestação de trabalho:
  • a) Celebração de contrato de trabalho sem termo;
  • b) Contrato de trabalho a termo certo com duração inicial igual ou superior a 12 meses;
  • c) Celebração de contrato de trabalho incerto com duração previsível igual ou superior a 12 meses;
  • d) Criação de empresas de pequena dimensão, com o limite da criação de 10 postos de trabalho;
  • e) Criação do próprio emprego (Atividade Individual).

Agora, com as alterações feitas, também podem ser apoiados cidadãos que tenham saído de Portugal a partir de 2016 e que tenham residido fora do país durante pelo menos um ano, mas queiram agora regressar para morarem no interior de Portugal.

A nota publicada no Diário da Républica também explica que o programa é válido para cidadãos nacionais de países da União Europeia, da Suíça e do Espaço Econômico Europeu (EEE), bem como de países terceiros.

Ou seja, imigrantes que residam em Portugal, que tenham número de Segurança Social e que trabalhem em cidades grandes de Portugal.

Se é trabalhador em Portugal, contribui para a Segurança Social (estando em situação regularizada) e quer se mudar para o interior do país, acesse o site da Segurança Social Direta e obtenha mais informações sobre o programa ou acesse o Guia de apoio do IEFP.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Deixe aqui o seu comentário: